Tratamento alcoolismo

Tratamento alcoolismo

Tratamento alcoolismo – O Tratamento para Alcoólatras deve considerar primeiramente suas causas biopsicossociais.

Elementos físicos e psicológicos:

Vulnerabilidade genética ou predisposição: Existem evidencias claras de que, algumas famílias possuem pessoas que se sentem muito bem após ingerir bebidas alcoólicas, ou seja, esses indivíduos conseguem uma sensação muito mais agradável do que aqueles que não nasceram com a predisposição. Isso ocorre provavelmente porque os indivíduos predispostos possuem no fígado uma quantidade elevada de enzimas responsáveis pelo metabolismo do acetaldeído.

Co-morbidades psiquiátricas: Muitos alcoólatras costumam apresentar quadros de depressão e ansiedade, ou seja, a associação de outros transtornos com o alcoolismo é muito comum. Diagnosticar corretamente e tratar separadamente torna-se imprescindível para melhorar o desconforto que elas causam. Controlando a depressão e a ansiedade, um dos fatores de risco que poderia perpetuar o alcoolismo desaparece e o prognóstico é muito melhor.

Traços de personalidade: Algumas características de personalidade como impulsividade, irritação, timidez e isolamento social podem contribuir para o desenvolvimento do alcoolismo.  O alcoólatra muitas vezes faz uso do álcool para diminuir seu desconforto ou melhorar seu desempenho social.

Estrutura emocional fragilizada: Os alcoólatras costumam ser indivíduos com baixa resistência à frustração ou baixa resistência emocional, ou seja, não possuem as habilidades mentais e emocionais necessárias para lidar com as situações problemáticas da vida. Possuem dificuldade para lidar com emoções e sentimentos como raiva, medo, culpa e as perdas da vida.

Elementos ambientais e sociais:

Incentivo direto –  Grupos de amigos que provocam e incentivam o indivíduo para beber.

Pressão indireta – Propagandas de bebidas e a permissividade social que relaciona o álcool ao lazer e atividades sociais diversas.

Evolução:

Pequenas quantidades de álcool no cérebro podem ocasionar alterações de humor, comportamento e percepção. Nenhum indivíduo poderá impedir o “aprendizado cerebral” que proporciona prazer durante o uso e sofrimento físico/psicológico durante sua falta. O indivíduo evolui do uso recreativo até o alcoolismo.

O alcoólatra oferece inúmeros riscos físicos para sua saúde e riscos comportamentais para a sociedade e sua família. Na fase da dependência, o alcoólatra bebe não mais para obter os benefícios agradáveis do álcool, mas sim para diminuir o sofrimento físico e psicológico provocado pela falta dele. Quando o quadro é grave, eles acordam com tremores, suando, irritados e tensos. Bebem logo cedo para se acalmar e continuam bebendo durante o dia para diminuir os sintomas da síndrome da abstinência.

Internação:

A internação é indicada para aqueles que não conseguem promover abstinência por conta própria ou que já oferecem risco de vida para si e para outros. Neste momento, a família deve entender, que mesmo contra a vontade do paciente, a internação se faz necessária para oferecer ao familiar uma possibilidade tratamento.

Tratamento alcoolismo:

O tratamento para alcoolismo é realizado com equipe multidisciplinar especializada e inúmeras atividades interdisciplinares.

Nossa Equipe: Médico clínico, psiquiatra, psicólogo, psicoterapeutas, palestrantes, enfermeiro, monitores, conselheiros, segurança 24 horas, cozinheira e departamento administrativo.

Nossas Atividades: Acompanhamento psiquiátrico, Psicoterapia individual e em grupo, Palestras, grupos terapêuticos temáticos, 12 passos, TRE, TCC, esportes e lazer.
Acompanhamento pós tratamento de 12 meses.

Consulte a página profissionais para conhecer melhor o papel de cada profissional!tratamento alcoolismo