Tratamento para esquizofrenia

Tratamento para esquizofrenicos

O tratamento para esquizofrenia deve envolver uma variedade de profissionais capacitados para estabilizar os efeitos da doença.

Trata-se de uma importante desorganização psíquica, em que o indivíduo reduz a eficiência de agregar seus sentimentos com seus pensamentos, podendo sintomatizar com delírios, alucinações e comportamentos que demostram a redução do juízo crítico.

O indivíduo pode apresentar comportamento hiperativo, problemas para memorizar, dificuldade para aprender, quadros de ansiedade e desinteresse pelas preocupações comuns da vida. Muitos apresentam preocupações exageradas com assuntos religiosos, místicos, astronômicos e filosóficos, que passam a fazer parte permanente do discurso de quem sofre da doença.

A esquizofrenia gera inúmeras dificuldades sociais, como as ligadas ao relacionamento e atividades produtivas.

O Abuso de álcool e drogas é comum em pacientes com esquizofrenia. Algumas são usadas por seus efeitos estimulantes (café, cocaína e crack) e outras por seus efeitos sedativos (cigarros, maconha, álcool e tranquilizantes). As drogas e o álcool interferem no metabolismo e prejudicam a ação terapêutica dos antipsicóticos. É crescente o número de indivíduos que desenvolvem dependências agravando de forma importante o prognóstico da esquizofrenia.

Diretrizes do tratamento para Esquizofrenia

Pacientes com dependência de álcool e drogas devem passar por tratamento em clínicas especializadas que tenham psiquiatras na equipe terapêutica.

O tratamento para esquizofrenia abrange psicoterapias, terapias ocupacionais, conscientização do paciente, compreensão da família e medicamentos, que resolvem grande parte dos problemas ocasionados pela doença.

Com o tratamento correto o paciente possui enormes chances de ter uma vida normal.

Os medicamentos utilizados para tratamento da esquizofrenia são os Antipsicóticos. Eles possuem efeito calmante e eliminam sintomas como alucinações, delírios, agitação e a desorganização comportamental.

Nos primeiros dias de tratamento já se percebe alguma melhora no comportamento, mas o resultado terapêutico importante ocorre entre 30 e 60 dias. É imprescindível que durante esse período os remédios sejam tomados regularmente.

A continuidade do tratamento é extremamente importante para evitar recaídas. Alguns abandonam o tratamento acreditando estarem curados, o que deixa os pacientes propensos a uma nova recaída.

A reabilitação biopsicossocial busca restituir a autonomia, a individualidade e a habilidade de relacionamento dos pacientes, através de grupos terapêuticos que conciliam discussões sobre a doença, expressões artísticas, atividades manuais, esporte, laser, música e dança. O tratamento deve levar em conta as capacidades e restrições de cada paciente.

A psicoterapia pode fazer parte do tratamento, é um espaço que auxilia o paciente a lidar com suas angustias e dificuldades. Contribui para melhorar a autoestima, aceitar o tratamento, compreender a doença e monitorar os sintomas.

A internação é necessária quando o paciente oferece risco à sua integridade física e quando está envolvido com uso, abuso e dependência de álcool e drogas. A internação pretende assegurar as primeiras etapas do tratamento, diminuir os sintomas mais graves e os comportamentos de maior risco.

Orientação Gratuita 24 horas sobre o tratamento para esquizofrenia.

Disponibilizamos um profissional especialista 24 horas por dia para atender familiares.

Entre em contato conosco, é fácil, rápido e gratuito! Whatsapp (11) 94467 7459

tratamento para esquizofrenia